Etapa 3 do Processo Seletivo do PPGDEM – 2020

A Comissão do Processo Seletivo do PPGDEM – 2020, convoca os candidatos aprovados na Etapa 2, para a Etapa 3, que ocorrerá dia 20/11/2019 com os horários de acordo com a tabela do site do SIGAA.
Local da arguição: Centro de Ciências Exatas e da Terra, Departamento de Demografia e Ciências Atuariais, Sala 13, 3º andar.
 
OBSERVAÇÃO 1: De acordo com o item 8.3.5 dos Editais 01 e 02/2019-PPGDEM, “O não comparecimento no local e horário definidos implicará na desclassificação do candidato. Serão considerados 5 minutos de tolerância.
OBSERVAÇÃO 2: Aos candidatos que farão a etapa 3, por meio de videoconferência, de acordo com o item 11.2 dos Editais 01 e 02/2019-PPGDEM, não nos responsabilizaremos por falhas de rede ou de qualquer outro tipo de possa inviabilizar a arguição pela internet.

Resultado Etapa 2 – Processo Seletivo PPGDem 2020

A Comissão de Seleção de Seleção do Processo Seletivo do PPGDem 2020 (Metrado e Doutorado) torna público o resultado da segunda etapa.

O detalhamento da correção de cada questão poderá ser consultado pelo candidato pessoalmente ou por telefone (mediante confirmação de dados pessoais) junto à secretaria do Programa de Pós-Graduação em Demografia nos dias 12 e 13 de novembro.

Entre no site do PPGDem  , clique em “Baixar arquivo” e veja sua classificação!!

 

Quartas Demográficas – 42ª Edição – 30/10/2019

Quartas Demográficas – 42ª Edição
Ciclo de seminários do Programa de Pós-Graduação em Demografia da UFRN

Palestra: “ESTIMATIVAS, PROJEÇÕES E PREMISSAS DEMOGRÁFICAS PARA PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO DOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL NO BRASIL.

Palestrantes: 
CRISTIANE CORRÊA  (DDCA/PPGDEM/UFRN)
FLÁVIO FREIRE (DDCA/PPGDEM/UFRN)
MARCOS GONZAGA  (DDCA/PPGDEM/UFRN) 

Data:30/10/2019
Horário: 14:30
Local: Auditório do Nupprar/CCET
Inscrições gratuitas no local ou via SIGAA: 

https://sigaa.ufrn.br/sigaa/public/extensao/consulta_extensao.jsf

Folder01Folder02

PPGDem apoia o mais descontraído festival de divulgação científica

Entre os dias 20 e 22 de maio de 2019 ocorre uma série de eventos relacionados à divulgação científica de maneira descontraída e leve. O Festival “Pint of Science” é uma iniciativa global e que ocorre em diversas cidades do mundo em um ambiente mais leve. Bares e restaurantes do mundo todo contarão com conversas leves sobre as principais discussões científicas.

58032996_880133388985593_3109675576365940736_o

O Programa de Pós-Graduação em Demografia (PPGDem) da UFRN apoia a iniciativa e participa dessa edição com um debate sobre as mudanças na estrutura das famílias brasileiras. O festival ocorrerá em 85 cidades brasileiras e, em Natal não será diferente.

https://pintofscience.com.br/events/natal

A participação do PPGDem vai ser conduzida pela docente Luana Myrrha no Mormaço Bar, R. Histo. Tobias Monteiro, 2014, Lagoa Nova. Todos podem participar. Comer e beber enquanto os cientistas falam sobre os temas de suas pesquisas. O evento que já faz parte da programação anual de diversas cidades pelo Brasil chega em um momento político oportuno e ajuda a difundir a importância da pesquisa científica para a sociedade. Mais que isso, tenta aproximar o conhecimento científico que é majoritariamente feito dentro das universidades públicas brasileiras.

Por um Censo a serviço da população brasileira

Os pesquisadores do Núcleo de Estudos de População “Elza Berquó” da Unicamp e do Programa de Pós-Graduação em Demografia da UFRN (PPGDEM/UFRN), assim como professores do Departamento de Demografia (IFCH/Unicamp) e do Departamento de Demografia e Ciências Atuariais da UFRN (DDCA), vêm a público manifestar profunda preocupação com a realização do Censo 2020.

Nesse sentido, vêm se colocar como um canal de diálogo entre o governo, os técnicos do IBGE, a Academia e os usuários do Censo. Tendo em vista a possível redução do orçamento para a realização do Censo 2020, é dever e responsabilidade de todos participar nesse processo de discussão a respeito de cortes de perguntas do questionário, a fim de evitar enormes prejuízos para o desenvolvimento de políticas públicas no país.

Atualmente o censo é muito mais do que apenas demográfico, contendo informações fundamentais para a gestão do território, planejamento, implementação e avaliação de políticas sociais. Subsidia estudos em diversas áreas do conhecimento, seja na Sociologia, Economia, Urbanismo, Epidemiologia, Geografia ou Demografia. É de responsabilidade de todos.

smartphone-1445489_1920

Em um país marcado por grandes desigualdades sociais, não realizar o censo de forma integral contribuirá para aumentar a disparidade nas condições da gestão nos municípios brasileiros, impactando negativamente a qualidade de vida da população.

O censo é um instrumento fundamental de comparação das condições de vida entre municípios brasileiros auxiliando na definição de prioridades de investimento em desenvolvimento. Conhecer o território, a distribuição espacial de recursos e de carências da população é pré-condição para a adequada governança em um país continental como o nosso.

Mudanças em censos nunca são decisões meramente técnicas. O censo cumpre funções caras à administração pública e corre o risco de ser influenciado por interesses de governo, mais do que pelo interesse da população brasileira de se mirar no espelho e se autoconhecer. 

Certos países aboliram a realização de censos quando já tinham sistemas de informação consolidados, confiáveis e muito mais abrangentes, o que não é o caso do Brasil. Mesmo considerando as fontes de dados alternativas existentes no país, a não captura de informações existentes em outras pesquisas resultaria na impossibilidade de cruzamento desses quesitos (excluídos do questionário) com as mais diversas informações sociodemográficas captadas pelo censo, elemento fundamental para a elaboração de políticas públicas, especialmente na escala dos municípios. Buscamos a melhoria da qualidade das informações do censo, mas não por cortes no questionário, e sim por um treinamento mais específico dos recenseadores e por campanhas de conscientização da população para que os recebam, pois a revisita ao domicílio é um dos custos mais significativos do censo.

Não é possível reduzir a abrangência dos temas abordados pelo censo de 2020 sem séria avaliação sobre o que é proposto como fontes de informação substitutas. Uma alteração profunda na estrutura do Censo deve ser realizada ouvindo as vozes dissonantes e por meio do fortalecimento do caminho do diálogo.

PPGDem oferece curso sobre indicadores sociais para gestores do governo do RN

Nos dias 24 a 26 de abril de 2019, o Laboratório de Indicadores Sociodemográficos (LabCIS) vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Demografia da UFRN (PPGDem), oferece um conjunto de oficinas sobre indicadores sociodemográficos. A atividade, que é coordenada pela docente Luciana Lima, tem como objetivo introduzir os conceitos e ferramentas básicas de elaboração de indicadores sociodemográficos aplicados às políticas públicas. O projeto é apoiado pela Pró-Reitoria de Extensão da UFRN e é desenvolvido em parceria com o Governo de Estado do Rio Grande do Norte. Nessa edição do Curso de Indicadores Sociodemográficos (CIS), espera-se fornecer subsídios para os gestores de diversas pastas do governo do Estado do Rio Grande do Norte para o desenvolvimento do PPA 2020-2023. Além disso, estará alinhado com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e a Agenda 2030.

A ação de extensão envolve discentes e docentes dos cursos de graduação em Ciências Atuariais e do Programa de Pós-Graduação em Demografia da UFRN. Confira nas fotos abaixo, a equipe do CIS 2019 no evento que ocorreu na Escola de Governo do RN.