Episódio #18 do Rasgaí discute diferenciais de acesso e uso de internet entre homens e mulheres no Brasil

Nesse mês de março de 2021, os episódios do Rasgaí tratarão do tema: desigualdade de gênero em referência ao Dia Internacional da Mulher. Embora hoje as mulheres sejam maioria com acesso ao ensino superior no Brasil, o direito à educação formal é uma conquista relativamente recente. Os registros históricos datam do final do século 19 o ingresso das primeiras mulheres ao nível superior no Brasil, entretanto, ainda estava longe de ser um direito garantido. Foi só em meados de 1960 que começa a crescer a participação de mulheres no ensino superior. Até então, o avanço na educação formal foi reservado à formação no magistério. É interessante que fosse reservado dedicado às mulheres o espaço de ensinar crianças, mas que as mesmas não pudessem exercer outras ocupações. Se você ouviu os episódios #16 e #17 do Rasgaí, perceberá que isso tem grande relação com o fato de que o cuidado com crianças e idosos é culturalmente marcado como uma atividade feminina.

O acesso e uso de internet nos dias de hoje assume grande centralidade nas atividades cotidianas. Cada vez mais o uso de informações via tráfego de dados digitais passa a se configurar como um requisito básico para acessar serviços, informação e oportunidades. Desde os aplicativos de troca de mensagens, redes sociais e até os sistemas de cadastros bancários e de serviços públicos, o uso de internet cresce e tem se configurado como uma nova barreira tecnológica e educacional. Neste sentido, será que elas reproduzem as desigualdades de gênero? Quais são os desafios?

No episódio #18 do Rasgaí, conversamos com a docente da Universidade Federal do Paraná (UFPR): a economista e demógrafa, Raquel Guimarães. Ela conversou conosco sobre o artigo recentemente publicado por ela e colegas na Revista de Desenvolvimento Econômico onde se discutiu o viés de gênero no acesso e na intensidade do uso de internet na população em idade ativa brasileira. Para acessar o artigo completo, você pode clicar AQUI. O contexto da pandemia da covid-19 destacou a dependência cada vez maior da nossa sociedade no uso de ferramentas digitais e, principalmente, o acesso à internet. Desde o acesso aos aplicativos de celular para cadastro para acesso ao auxílio emergencial até o uso de internet para acesso à disponibilidade de vagas de emprego, o letramento digital é uma habilidade imprescindível nos dias de hoje. A pesquisa desenvolvida pela Raquel e colegas identificou que mulheres e homens não apresentam diferenciais significativos no acesso à internet. Entretanto, a intensidade do uso sim possui diferenciais importantes. Homens apresentam maior utilização da internet quando comparado com as mulheres, reproduzindo as desigualdades de acesso à informação. Além disso, reproduz-se a desigualdade do uso do tempo das mulheres e homens, como vimos nos episódios anteriores dessa série especial dedicado ao Dia Internacional da Mulher.

O Rasgaí está disponível nas plataformas de streaming e pode ser acessado gratuitamente. Clique no link da plataforma de sua preferência abaixo e siga o Rasgaí para receber notificações de novos episódios.

Spotify | Deezer | Anchor | iTunes | Breaker | RadioPublic | PodcastAddict | TuneIn | GooglePodcasts | PocketCasts | CastBox | Podbean | AmazonMusic | Podchaser | Casthood | Stitcher | PlayerFM | Overcast

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s