UNFPA é parceiro de curso de capacitação sobre indicadores sociodemográficos em Natal

Promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Demografia (PPGDem), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em parceria com o governo estadual e o Fundo de População da ONU, curso visa instruir gestores locais e integrantes da sociedade civil para melhor uso de dados e indicadores na construção de políticas públicas

O representante do Fundo de População das Nações Unidas, Jaime Nadal participou na manhã desta terça-feira (28/11) da abertura do curso de Capacitação em Indicadores Sociodemográficos (CIS), realizado em Natal/Rio Grande do Norte.

A capacitação tem como público alvo servidores de diversas secretarias estaduais e integrantes da sociedade civil organizada. Durante os três dias de curso os participantes vão aprender conceitos e a elaboração básica de indicadores sociodemográficos, como dados de saúde, mercado de trabalho, educação e segurança pública. A ideia é que capacitados, eles possam interpretar e analisar criticamente os indicadores e utiliza-los de maneira mais eficaz no desenvolvimento de políticas públicas.

Para o representante do UNFPA os dados e os indicadores sociais representam um importante alicerce na implementação, monitoramento e avaliação de políticas populacionais. Além disso, são essenciais na formulação de dados e informações que permitam visibilizar e reduzir as desigualdades internas ainda pendentes no Brasil. Nesse sentido, a produção acadêmica e o uso de metodologias inovadoras de análise são de grande relevância para uma atuação orientada por evidências.

Jaime Nadal também destacou que as estratégias locais devem estar atentas a nova agenda 2030 e as metas estabelecidas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), principalmente abarcando as três dimensões: econômica, social e ambiental. O Brasil e os demais países membros da ONU assumiram em 2015 o compromisso de implementar os 17 objetivos e os resultados devem ser alcançados durante os próximos anos.

“Os ODS somente são relevante na medida que podem ser implementados localmente, virando uma realidade tangível para as pessoas, especialmente para aquelas que mais precisam dessas políticas”, ressaltou o representante do UNFPA.

Fonte: UNFPA Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s